quarta-feira, 24 de junho de 2009

Mulheres que gostam de jóias

O que fascina uma mulher?

Conhecendo melhor as deusas da mitologia grega, podemos identificar o que fascina uma mulher, a depender da cultura à qual está inserida, da classe social da qual pertence e principalmente do estilo e maneira de expressar suas diversas faces femininas no mundo. As deusas, no meu entendimento não vivem isoladas. Elas necessitam do contato e da complementariedade das outras para harmonizar uma mulher.
Daí,o amor e a espiritualidade de Perséfone, contrabalanceia Atena, que valoriza muito a sabedoria e realização profissional. O casamento,o poder e a fidelidade que fascina a deusa Hera, fortalece Demeter em seus cuidados com sua família. Ártemis, fascinada pela aventura, esportes e liberdade, entende as excentridades da Afrodite, em sua valorização pela vaidade e a beleza. E a Afrodite exala o perfume da feminilidade de todas as Deusas.

Particularmente Afrodite é uma deusa presente no arquétipo feminino ligada a batom, salto alto, lingerie, perfumes e jóias. Desde que a deusa Afrodite emergiu do mar em toda sua glória, curvilínea, cabelo dourado, as mulheres sexy, tais como as divas do cinema Jean Harlow, Lana Turner e Marilyn Monroe, personificaram a deusa do amor. Algumas vezes, o tipo de mulher que se identifica com esse arquétipo, com cabelo e tudo o mais, presentificando a mulher tipo Afrodite é reconhecida pela sua atratividade e não apenas por sua aparência. O arquétipo de Afrodite cria um carisma pessoal, um magnetismo ou eletricidade que, combinado com atributos físicos, faz de uma determinada mulher uma Afrodite. As Afrodites ao contrário do que pensam, necessariamente não precisam terem belezas exponenciais, mas sim terem qualidades de Afrodite. Qualidades estas relacionadas ao estético e ao bom gosto.
As mulheres Afrodites gostam de jóias e as ostentam não como luxo, mas como parte da sua personalidade narcisista. As jóias necessariamente não precisam estar em seu corpo. Sabe aquela passadinha de leve em frente a uma loja da H-STERN?...aquela curiosidade aguçada que leva a imaginação longe, diante daquele colar de esmeralda que combina com qualquer tipo de cor de pele, de cabelo, mas não com qualquer vestido?... isto já aconteceu comigo...eu estava num restaurante onde existia uma joalheria linda, com jóias apresentando design digno de oscar. Enquanto eu comia eu olhava aquele colar de esmeraldas...aliás era um torçal de esmeraldas. Tem idéia do que seja um torçal de esmeraldas?....enfeitiçador!... enquanto eu não me levantei para colocar aquele torçal em meu pescoço eu não sosseguei. Pelo excesso de cuidado do atendente ao colocar em mim, percebi logo que tratava-se de um valor, do qual era melhor pensar três vezes antes de perguntar. Mas, eu pensei somente uma vez. Aquele torçal foi feito para mim!!!...combinava com minha pele, com meu cabelo, com meus olhos verdes e com minha personalidades narcisita. Não tinha como não ser meu. A jóia era lindaaaa!...mas, meu juízo naquele dia estava na cabeça.
Mas, de que jóias estamos falando? O que é uma jóia? A mulher pela sua singularidade é atraída por tudo o que preenche suas faltas. Não é somente a pedra ou o valor atribuído à pedra que faz a mulher sentir-se atraída por uma jóia. Mas também, o que aquela jóia proporciona de sensações, de bem estar, de elevação da auto-estima, da auto-imagem. Logo, não é o significado da jóia em si que atrai, mas o sentido que ela dá para a mulher num determinado momento, em minha opinião. Daí, se a mulher vive em busca de sentido, uma jóia pode ser algo muito mais simples do que um colar de diamante ou um torçal de esmeraldas. É verdade que me parece difícil uma mulher não se encantar por esmeraldas, safiras, rubis. Mas, nas nossas crises existenciais sabemos que mil anéis de diamantes, não substituem a ausência de uma grande presença, de um sorriso, de uma fala. Um exemplo disso foi o trágico final da vida de muitas Afrodites famosas. Para mim, jóia é tudo aquilo que tem valor. É tudo aquilo que faz sentido. As mulheres que sabem harmonizar as diversas deusas, são as que mais gostam de jóias. Essa harmonização interior passa a ser a jóia que atrai e que nos dá a sensação da plenitude de estar viva. Ela dá um brilho e um valor inestimável diante sua completude. Nós somos jóias raras guardadas , expostas e lançadas no mundo.
Imagem concedida por Kinha http://amigadamoda.blogspot.com/

5 comentários:

  1. Olá AMIGA!
    Tem 4 presentinhos para você lá no blog AMIGA DA MODA.O texto é lindo!
    BEIJO

    ResponderExcluir
  2. Kinha, vc é muito fôfa por me prestigiar com 4 selinhos. Muito obrigada!!!

    ResponderExcluir
  3. Mary, exuberante, intenso e de muito bom gosto o texto que nos brindou hoje.
    Trago comigo algo que foi segredado de lábios à ouvido por meu pai. Desconfie sempre de uma mulher que diz não gosta de jóias...Minha mãe sempre confirmou isso!!!
    Minha filha não abre mão desse ensinamento.

    Bom final de semana, e parabéns pelo selos.

    Hod!

    ResponderExcluir
  4. Hod...muito sábia, a sua mãe...obrigada pelo seu carinho diário.

    ResponderExcluir